Activistas

Tempo Inteiro
  • Tempo Inteiro
  • Zambezia
  • Applications have closed

Associação de Apoio ao Desenvolvimento (NANA)

Associação de Apoio ao Desenvolvimento (NANA) pretende recrutar para o seu quadro de pessoal (54) cinquenta e quatro Activisitas para Zambezia

NANA (Associação de Apoio ao Desenvolvimento) é uma organização moçambicana sediada no distrito de Mocuba, empenhada em contribuir para o bem-estar social, político e económico e satisfação dos direitos das comunidades usando abordagens integradas baseada em direitos humanos, de género e de estratégias de comunicação para a mudança social e de comportamentos. No âmbito no âmbito do ProjectoReforçando a resposta Nacional ao HIV e TB em Moçambique em Parceria com a CCS nos distritos de Lugela, Mulevala, Ile, Molumbo e Milange na parceria com CCS, a NANA pretende selecionar:

  • DISTRITO DE LUGELA

Treze (13) Activistas US: Erurene-2, Limbue-3, Mungulune-2, Tacuane-6

  • DISTRITO DE MULEVALA

Vinte (20) Activistas. US: Chiraco-2, Jajo-2, Marropino-1, Morrua-2, Mulevala-9, Tebo-4

  • DISTRITO DE ILE

Treze (13) Activistas. US: Curruane-2, Mulequela-6, Niboia-2, Ualasse-3

  • DISTRITO DE MULUMBO

Quatro (4) Activistas. US: Malua-4

  • DISTRITO DE MILANGE

Quatro (4) Activistas. US: Nagor

 

Objectivo para a Posição

  • O activista é uma pessoa residente na comunidade e seleccionada por esta, de forma voluntária, se dispõe a realizar actividades que contribuam para o bem-estar social da comunidade. O activista realiza intervenções comunitárias com o objectivo de contribuir para o aumento da retenção dos doentes em TARV.

 

Principais Responsabilidades

  • Receber as listas do Gestor de casos ou supervisor de campo da U.S com o nome, endereço completo e o contacto dos pacientes em TARV em situação de risco de se tornarem faltosos e abandonos para realizar o seguimento preventivo e de reintegração na comunidade;
  • Realizar seguimento preventivo a todos pacientes TARV com factores de risco identificados na US pelo provedor de saúde;
  • Assegurar o seguimento preventivo dos pacientes que fazem parte dos grupos prioritários (MG, ML e CE), grupo de pacientes que apresentam factores de riscos e casos especiais (PCR+ e suspeita de falência terapêutica);
  • Realizar visitas de reintegração a todos os pacientes faltosos e abandonos entregues na US para visitar; Garantir a divulgação dos MDS aos pacientes durante o seguimento preventivo e nas visitas de reintegração;
  • Mobilizar os pacientes para participarem nos diálogos comunitários e engajamento masculino na comunidade; Liderar a realização das sessões de DC e EM com o apoio de um técnico de saúde na área de saúde de actuação;
  • Fortalecer os diferentes Modelos Diferenciados de Serviços existentes na comunidade; Incentivar os pacientes de HIV a criarem grupos de autoajuda/ajudamútua para reforçarem a continuidade no tratamento e outras questões relacionadas a discriminação e estigma;
  • Identificar contactos dos pacientes com HIV em seguimento (parceiro/a (s) e filhos menores de 15 anos) para referir ao conselheiro leigo para a testagem (casos índex); Identificar, na comunidade e com o apoio dos líderes comunitários, doentes crónicos e referir para a testagem com o conselheiro leigo (no caso de resultados positivos fazer o mesmo ciclo de integração para seguimento após envio da lista pelo Gestor de casos da U.S
  • Responsável por realizar actividades IEC nas famílias, em locais públicos e nos diferentes grupos de debate comunitário; Em coordenação com o Paralegal,  participar nos comités de saúde e partilhar o ponto de situação das suas actividades com o supervisor de campo;
  • Promover a realização de actividades de envolvimento do homem na melhoria da saúde da comunidade; Em coordenação com o Paralegal, assegurar a coordenação com as lideranças comunitárias na planificação dos encontros ou Sessões de engajamento masculino e diálogos comunitários na comunidade;
  • Dispor e oferecer meios de prevenção (preservativos) durante as visitas domiciliárias, e encontros de fóruns; Identificar, nas visitas domiciliárias, pacientes com sinais e sintomas de tuberculose na família e convidar a activista da área de TB para fazer o rastreio; Identificar casos de sucesso para, com apoio do supervisor de campo, produzir histórias de sucesso.

 

Requisitos Básicos

  • Ter no mínimo décima classe;
  • Ter domínio das temáticas de HIV e TB desde as formas de transmissão, prevenção e tratamento;
  • Saber ler e escrever em Português;
  • Saber falar a(s) língua(s) local(ais) do distrito ou província onde estiver inserido;
  • Ser uma pessoa idónea (com espírito de ajuda ao próximo);
  • Ser uma pessoa respeitada na comunidade e reconhecida como um exemplo.

 

Documentos

  • Carta de candidatura;
  • Curriculum vitae (CV);
  • Certificado de habilitações literárias;
  • Referências profissionais

 

Candidatura

  • Local: SDSMAS
  • Validade: 10 de Agosto de 2021.
error: Conteúdo protegido !!